quarta-feira, novembro 01, 2006

Monergismo.com sem Apoio

Este último apelo que o Felipe Sabino postou no Monergismo — o maior site de teologia reformada do Brasil, totalmente gratuito — e a conversa que tive com ele sobre a pífia reação dos milhares de visitantes a seu pedido me fizeram lembrar de um filme que vi semanas atrás. Vou contar a história aqui e vocês vão entender:

Em Matar ou Morrer [High Noon, 1952], Gary Cooper é Will Kane, um xerife linha dura que havia enfiado Frank Miller na cadeia, um bandidão da pesada, que por sua vez o jurou de morte. No dia do seu casamento, tendo entregue seu distintivo, Kane recebe a notícia de que Miller está nas ruas novamente, e que ao meio-dia desembarca na cidade para cumprir sua promessa.

Os amigos de Kane pedem que eleembora, porque aquilo não é problema dele. Ele até vai, mas, por consciência de seu dever, dá a volta no meio do caminho e decide ficar para defender a cidade. chegando, Kane procura formar uma equipe para enfrentar o bando de Miller. Mas a covardia é lei.

O juiz de direito que havia incriminado Frank Miller faz as malas e parte sem demora. No Saloon, nenhum dos homens se propõe a ajudar. Quando vai à casa de um amigo, o sujeito se esconde e pede pra que a mulher diga que ele foi à igreja. Na igreja, ocorre um intenso debate, mas, no final todos se acovardam e Kane, mais uma vez, sai sozinho, batendo o chapéu na coxa.

Um sujeito que havia trabalhado com ele como assistente de xerife vai procurá-lo e oferece ajuda, mas, ao retornar, perto do meio-dia, que ninguém mais havia se apresentado para a empreitada, e que seriam ele e o xerife contra quatro bandidos bons de tiro. Meio sem jeito, ele pede desculpas e volta atrás.

Numa última tentativa, Kane vai até a casa do antigo xerife da cidade. Este, velho, afirma que, se for com ele enfrentar Frank Miller, vai mais atrapalhar do que ajudar. Faltam alguns minutos para que o trem chegue à cidade, e nessa hora o velho xerife diz ao Sabino, aliás, ao Kane, essas palavras, que cito de memória: "as pessoas estão dispostas a apoiar qualquer boa causa, desde que isso não lhes custe nada..."

6 comentários:

Anônimo disse...

É a pura verdade! Pelo menos a maior parte dos freqüentadores assíduos do monergismo.com não parece dar qualquer valor à CONTINUIDADE desse ministério. Pensam que a hospedagem do site não custa nada? Isso sem falar no desgaste das horas diante do computador! É claro que sendo um ministério, a glória de Deus é a maior recompensa, o propósito último de qualquer colaborador e mesmo do Felipe. Mas se as $despesas$ da manutenção do site devem ficar apenas nas 'costas' dele, onde entra o espírito de comunhão entre irmãos na fé? O que representa R$5,00 no bolso de cada freqüentador do site?
Será que Deus concorda com essa mesquinharia, pelo menos por parte da grande maioria desses visitantes do site?

* *

Marcelo Herberts

Márcio S. Sobrinho disse...

Pois é, Marcelo, a lógica é mais ou menos essa: "Sabino, muito legal teu site, leio todos os dias, parabéns, mas se precisar de mim, te vira! Abraço." :(

Allen Porto disse...

Excelente post, Márcio.

Fui incomodado com esta realidade há duas semanas, quando decidi contribuir com o Felipe.

Através do orkut tenho também tentado conseguir mais contribuintes, para apoiar o site e o projeto da publicação do primeiro livro da editora monergismo, a Teologia Sistemática do Vincent Cheung (se não me engano).

Pretendo continuar contribuindo, e parabenizo você pela iniciativa.

abraço
Deus abnçoe
:) SDG

Márcio S. Sobrinho disse...

obrigado, allen,
esse é um projeto que não pode parar,
façamos o que está ao nosso alcançe.
Deus te abençoe,
abs!

Anônimo disse...

com lagrimas nos olhos que escrevo gostaria sinceramente de ajudar on site como faço

Anônimo disse...

Olá :

Sou Prof. Universitário e tentei ajudar o site do Monergismo.com, desde que, o mesmo reparasse algumas mentiras, que não condizem com o site.

O único artigo que queria, é contar que a 2a. Lei da Termodinâmica, não implica na questão do Evolucionismo.

Foi a questão principal, de que, tudo que está lá é verdadeiro.

Tentei falar novamente com o autor do site, mas não obtive resposta, o que demonstra sua obtusidade.

Grato